Buscar
  • ousesermais

O que pode causar ácido úrico elevado? Como a nutrição pode te ajudar?

O ácido úrico é formado no nosso organismo e quando esta elevado é conhecido por causar uma doença chamada Gota.


Esse excesso de ácido úrico pode causar dor, inchaço, inflamação e sensibilidade nas articulações, podendo afetar pés, joelhos, tornozelos, pulso e dedos das mãos.


É possível diminuir ácido úrico com a alimentação?

A principal recomendação é controlar o consumo de proteínas ricas em purinas (são metabolizadas e foram o ácido úrico). E quais são as fontes de purinas?

Carnes vermelhas, feijões, fígado, moela, frutos do mar..


Porém, além dessa recomendação, existem diversos outros fatores que também influenciam no ácido úrico elevado e que precisam ser ajustados para um tratamento eficaz.


Excesso do consumo de frutose.

Como assim nutri? Preciso deixar de comer frutas? NÃO! Calma, não é isso. Estou falando da frutose acrescentada aos alimentos, em especial: bolachas, biscoitos (mesmo o água e sal, ok?), doces, sorvetes, sucos industrializados e alimentos ultraprocessados. Em resumo, é preciso diminuir o consumo de alimentos industrializados.


Pré-Diabetes

Além disso, esse padrão alimentar pode levar a uma condição chamada de resistência a insulina (também conhecida como Pré-diabetes). Nessa condição a insulina elevada aumenta a reabsorção de ácido úrico nos rins e diminui sua eliminação. Por isso é tão importante acompanhar e controlar os níveis de glicose, insulina e hemoglobina glicada.


Bebida alcoólica influencia o ácido úrico?

Sim! Mas reforço que principalmente o consumo crônico de bebidas alcoólicas. Além disso, o hábito de fazer jejuns prolongados e não ingerir água o suficiente também são condições associadas com a elevação do ácido úrico.


E como tratar o ácido úrico de maneira natural? É Possível tratar ácido úrico com a alimentação?

Sim!


Além de reduzir o consumo de alimentos ricos em purinas (carne vermelha, frutos do mar, feijões, fígado, rins, moela) é preciso ter uma alimentação rica em cores (os antioxidantes presentes nos alimentos combatem o estresse oxidativo e auxiliam no tratamento), invista em comida de verdade e principalmente vegetais, folhas e legumes. Cuidado com o exagero de frutas (estou falando do exagero, ok?).

Diminua o consumo de produtos com farinhas brancas refinadas (goma de tapioca, pães, macarrão, açúcares de uma maneira geral). Reforço que não estamos falando de proibição, mas sim de uma adequação de consumo.

Por isso o acompanhamento nutricional faz muita diferença nos seus resultados. O objetivo não é proibir, mas equilibrar e alcançar resultados com uma alimentação saudável e prazerosa.

Conhece alguém com ácido úrico elevado?

Recomenda esse texto.

28 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo